Preconceito como premissa? Respeito é bom e o trabalhador da Petrobrás o merece.

Em negociação, FNP reafirma denúncia contra traição da federação governista

“Diego Hernandes justificou a necessidade do termo de compromisso, afirmando que a assinatura dos sindicatos é “para que não tenha estranhamento, de dizer que me deu porque quis”.”

Os Petroleiros não permanecerão a perder por WO.

Respeito é bom, todo mundo gosta e os trabalhadores da Petrobrás merecem.

Esse tipo de posição e disposição de desconfiança, explicitada pela direção de RH, relativamente aos empregados da Petrobrás, de que é “para que não tenha estranhamento, de dizer que me deu porque quis”, parecem revelar um preconceito como premissa da gestão de RH da Companhia, e sua prática nas negociações com os trabalhadores (Talvez, contra os trabalhadores e a empresa).

Um aceno de boa fé, por parte da Companhia, somente se demonstraria, de fato, por uma atitude ética de sua parte, de não permanecer a se beneficiar das perdas inflacionárias impostas aos trabalhadores, primeiro, pelo pagamento imediato das perdas até o momento e, em ato contínuo, pela reposição automática da inflação na remuneração de todos os trabalhadores.

O certo e o ético seriam que, daqui para frente, constasse no ACT que, em todo 1º de setembro, a Companhia reporia as perdas inflacionárias automaticamente.

A reposição é direito do trabalhador e obrigação da empresa.

Posteriormente, deixando, talvez, de considerar estar negociando com levianos, passar a respeitar os legítimos representantes dos trabalhadores, todos os dirigentes sindicais, sejam de que Sindicato/Federação (FNP/FUP) forem, passando, assim, de fato, a demonstrar algum respeito com cada um dos trabalhadores de todo Sistema Petrobras.

De outro modo, da parte dos trabalhadores, será necessário desqualificar o Gerente Executivo de RH como o interlocutor da Companhia, nessa, e em próximas negociações, a fim de que passemos a mais elevado nível da negociação, para benefício, tanto dos trabalhadores como da empresa.

Se uma das partes pode ter precauções quanto à outra, essa não seria, de modo algum, o GE de RH ou a “Companhia”, mas sim, pelas últimas negociações e as respectivas atitudes e, pelo que se deu na negociação da PLR (https://petroleiro2020.wordpress.com/2011/08/16/a-contradicao-da-fup-e-sua-gestao-de-rh-resultado-da-petrobras-no-1%c2%ba-semestre-de-2011/  e https://petroleiro2020.wordpress.com/2011/07/06/mobilizacao-nacional-e-manifesto-contra-a-discriminacao-imposta-aos-empregados-das-empresas-estatais-abaixo-assinado/  e  http://sindipetrolp.tempsite.ws/site/?p=9865), todos os empregados, sim, é que podem ter esse tipo de atitude de precaução quanto às intenções das ações e propostas, do GE, relativamente à categoria.

Os trabalhadores colocaram a Companhia em novo patamar e beneficiaram enormemente o Governo.  https://petroleiro2020.files.wordpress.com/2010/08/criacao-dos-trabalhadores6.ppt

Já, há algum tempo, sabem que fizeram e fazem a sua parte e alcançaram resultados espetaculares. No por vir, farão muito mais. Pela total entrega e ética, esperaram ser honrados em seus esforços e resultados, sem ter que reclamá-los, disputá-los. Não o foram: o Poder desvaloriza as realizações, a dedicação e comprometimento de cada trabalhador, e se apropria de partes que não lhe cabem e começa a gastá-las e distribuí-las, antecipadamente, para meia dúzia de apaniguados que em nada contribuíram para esses resultados.

Já é hora do Governo e da Companhia honrar os esforços, sacrifícios e resultados que essa categoria, abnegadamente, vem entregando ao País e aos Acionistas. https://petroleiro2020.wordpress.com/materias-sobre-a-petrobras/

Os trabalhadores tem muito orgulho da Petrobrás que vêm construindo, mas sabem que quem desonra o trabalhador, desonra o trabalho, o desenvolvimento, desonra o esforço e a contribuição do povo brasileiro, desonra a construção de um país melhor.

Por tudo isso, o trabalhador abriu o olho e vem colocando o seu bloco na rua, pois aprendeu que na Política, quem não se posiciona, não disputa, perde por omissão, porque outros permanecem a lutar.

Os Petroleiros não permanecerão a perder por WO.

Anúncios
Galeria | Esse post foi publicado em Ações e Reações - Ataques e Contra-Ataques, Métodos de opressão e perseguição e marcado , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Preconceito como premissa? Respeito é bom e o trabalhador da Petrobrás o merece.

  1. Pingback: “PrimeiraMão” vira “RH Informa” 4 – Principais Retrocessos da 3ª Proposta – ACT_2011/2012 | Blog do Petroleiro 2020

COMENTÁRIOS? Os faça no quadro abaixo. Caso queira responder a um comentário já realizado, clique no link "Responder" do respectivo comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s