Debate 2º Turno – CA 2014 – Avaliação

Publicado em 06/02/2014 em http://www.aepet.org.br/site/noticias/pagina/11023/A-viso-de-um-companheiro-de-base-sobre-o-2-turno-da-eleio-para-o-CA-da-Petrobrs

Sinedino foi muito bem no debate, pautou as contradições do Zé Maria da FUP.

1- Sinedino, apresentando os números de votos dos 1ºs turnos das eleições passadas com o desta eleição (1ª – 18 mil; 2ª – 17 mil e esta 13 mil votos), demonstrou que a presença de Zé Maria no CA desmotivou parte da categoria a participar desta eleição. Isso é ruim !!! Temos que participar para fazer melhorar e fortalecer o mandato de nosso representante!!! Se deixarmos, vai ficar como está, com um representante dependente do Governo na vaga que deveria ser de um defensor independente dos direitos dos trabalhadores e de uma Petrobras forte e a serviço do povo trabalhador!!!

2- Zé Maria falou muito de SMS: que pautou o CA com o tema; que promoveu/promoverá reuniões sobre o tema nas unidades e com a participação dos Conselheiros; que viaja o Brasil (pela sua liberação sindical e não pela condição de conselheiro) para conhecer os problemas de perto – Perguntamos, toda essa movimentação teatral mudou, o que, na política de SMS da Companhia? As 8 ocorrências graves em refinarias e os 2 incêndios em plataformas (P-20 e P-62) demonstram o que? No próprio Norte Fluminense, em que é coordenador maior do Sindicato e representante maior da FUP, tem e teria toda a força para mobilizar e forçar mudanças efetivas, fez e faz o que, de fato? Mobiliza ou desmonta o ímpeto dos trabalhadores em se defender e impor suas demandas de Segurança e Saúde?

3- Zé Maria demonstrou que concorda com:
– o processo da Repacutuação do Plano Petros (abdicação de direitos de aposentadoria sob pressão financeira, psicológica, gerencial e política);
– o oferecimento de novo plano, o Plano Petros 2, aos novos empregados, mas com a redução da contribuição da Petrobras em até 59,73% (de 14,9% p/ até 6,0%) !!!!! ; e
a discriminação dos aposentados pelo artifício da tabela congelada, do aprofundamento da política de remuneração variável e “concessão de novos direitos” que não são estendidos aos aposentados.

O Sinedino discorda e denuncia este processo e está do lado daqueles que resistem a estas pressões e podem reverter este ataque de modo a beneficiar todos os trabalhadores, inclusive aqueles que repactuaram obrigados ou enganados.

4- Sílvio Sinedino luta pela alteração da Lei para que o representante do CA possa pautar e discutir os temas de interesse direto dos trabalhadores, mas não vende ilusões quanto a esta possibilidade, pois sabe que somente a organização e mobilização dos trabalhadores é que possibilitam qualquer conquista – um representante do CA pode ajudar, mas não é ou será a solução dos problemas dos trabalhadores.

5.1- Democracia para Zé Maria? – Entende que, mesmo que uma maioria seja formada à força, pela pressão financeira, psicológica, gerencial e política, como foi o caso da Repactuação, que ela é legítima e não deve ser questionada. Que esta maioria, até coagida, legitima o isolamento e a potencial e nova coação daqueles que resistem.

5.2- Democracia para Sinedino é? – Lutar contra as ofensas aos direitos dos trabalhadores, mesmos quando a sua maioria não conseguiu ou pôde resistir (individualmente e de fato) ao ataque do Patrão, à retirada de direitos. Repactuar não foi uma decisão livre da maioria dos trabalhadores e todos sabem disto. Há decisões judicias que já se pronunciaram quanto ao processo de repactuação o denunciando como ato coercitivo ilegal e imoral!!!! Da mesma forma como: a tabela congelada; o programa de remuneração variável sem contraprestação aos aposentados; a aceleração dos juniores sem a mesma consideração aos plenos e seniores; um sistema de controle de frequência que, automaticamente, contabiliza o desconto, mas só manualmente, contabiliza o pagamento de horas-extras ou a conversão de horas excedentes em folgas, etc.

6- A diferença da transparência – Sílvio Sinedino solicitou informações sobre o processo de compra e venda da refinaria de Pasadena e apontou aos trabalhadores as incoerências ou inconsistências que via no processo. Zé Maria está cheio de informações, mas, no que é fundamental, pelo que respondeu à pergunta do Sinedino, as omite dos trabalhadores. Ter blog, fazer discursos, viajar o Brasil, conversar diretamente com os trabalhadores ajudam somente se o Conselheiro servir e falar a verdade para os trabalhadores, do contrário, é só mais uma enganação.

7- O PIDV – Para Sinedino, é uma demonstração clara da equivocada e autoritária política de retirada dos direitos de aposentadoria e da precarização salarial, pela aplicação da política de inclusão de parcelas variáveis (que não são consideradas para aposentadoria). Isto é, pela política que Zé Maria defende, de retirada de direitos de aposentadoria e maior peso da remuneração variável, a Companhia se vê e se verá obrigada a devolver parte das perdas que infligiram aos trabalhadores, para que estes tenham condição de se aposentar menos pior do que no quadro que os colocaram. Seria natural que o Sinedino e seus contemporâneos, todo o pessoal que construiu esta forte empresa, já deu sua contribuição e deseja usufruir de seu direito de aposentadoria, pudessem exercê-lo sem terem seus direitos atacados na PETROS ou sofrerem a coerção de um PIDV. Para Zé Maria, é demonstração de autoritarismo da Companhia e, ainda, que suas condições não contemplam as necessidades dos trabalhadores, bem como que é necessário recompor o efetivo da Companhia. Se o benefício da Petros não contempla, o PIDV vai contemplar?

8- A política de preços, alocação dos lucros e os custos à vida dos trabalhadores – Zé Maria concorda plenamente com a política de preços e, por consequência, com a alocação dos lucros que dela se originam e dos custos à vida dos trabalhadores. Sinedino entende que a Petrobras pode servir ao controle de preços ao consumidor, mas não deve ser subserviente aos governos de modo a se enfraquecer e ser obrigada a vender seus ativos (a preços de banana) ou diminuir seus investimentos. Nesta linha, denuncia que a Petrobras está subsidiando até o lucro das distribuidoras estrangeiras (+ ou – uns 12 a 13 Bilhões de dólares em analogia ao lucro da BR Distribuidora) ao importar os combustíveis e não repassar os custos desta operação, inclusive, para as pobres distribuidoras estrangeiras!!!!!! Quem sempre paga a conta no final? São sempre os trabalhadores que são exigidos acima de suas forças (e não de suas competências) e que adoecem ou são vítimas nos acidentes e, volta e meia, são indicados como culpados dos mesmos, tudo, conforme demonstram os recordes de produção nas refinarias e os acidentes ocorridos.

Link do Debate

http://portalpetrobras.petrobras.com.br/PetrobrasPortal/appmanager/portal/desktop?_nfpb=true&_pageLabel=webtv_generico&idConteudo=video_publicado_006399&areaAtual=comunicacao
http://portalpetrobras.petrobras.com.br/PetrobrasPortal/linkbuilder/desktop?contentType=webtv_generico&idConteudo=video_publicado_006399&area=comunicacao&portalpath=portal&areaAtual=a_petrobras
http://portalpetrobras.petrobras.com.br/PetrobrasPortal/linkbuilder/desktop?contentType=webtv_generico&idConteudo=video_publicado_006430&area=rh&portalpath=portal&areaAtual=a_petrobras

Vote Sinedino – Caros, estas são minhas impressões quanto ao debate. Acredito que Sinedino demonstrou que é transparente e sério: firme quando está certo, mas admite seus erros e, quando é possível, volta atrás para consertá-los. Admite que falha, é gente igual a gente, seja quando o alçamos como nosso representante ou seja como nosso colega trabalhador, não é mais um típico candidato/falso político, que esconde e não admite seus erros, ao contrário, os reconhece para poder melhorar. Assim, por tudo que foi colocado e pelo histórico do Sinedino, que ao nosso lado esteve na luta pela isonomia dos Novos, contra a Repactuação do Plano Petros, na luta “O petróleo tem que ser nosso!” e , até no dia do ato contra Leilão do Pré-sal, e em muitas outras lutas, peço o seu voto em Sílvio Sinedino !!!!

Clique aqui para votar https://eleicaoca.petrobras.com.br/ca/
Ou Clique aqui para votar https://eleicaoca.petrobras.com.br/ca/2014/principal.htm
Ou Clique aqui para votar https://cael.petrobras.com.br
Ou copie os links para o navegador internet Moozila Firefox para ser direcionado ao hotsite da eleição ou à página de votação (CAEL).

Como votar na eleição do conselho – http://petroleirosbaserj.wordpress.com/2014/02/02/como-votar-na-eleicao-para-o-conselho-de-administracao/

Abraços a todos.
Participa do coletivo de organização dos trabalhadores BASE – http://petroleirosbaserj.wordpress.com/

Texto relacionado do BASE “Candidatura de Sinedino ao CA chega ao 2º turno” – http://petroleirosbaserj.wordpress.com/2014/02/02/boletim-base-rj/

Minha opinião não mudou da eleição 2013 para esta de 2014 – Declaração de Apoio à Sinedino (2013)https://petroleiro2020.wordpress.com/2013/02/26/eleicao-de-trabalhador-ca_petrobras_2013-declaracao-de-apoio-e-voto-em-silvio-sinedino/

Anúncios
Galeria | Esse post foi publicado em Instrumentos e argumentos para o fortalecimento do trabalhador, Uncategorized e marcado , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Debate 2º Turno – CA 2014 – Avaliação

COMENTÁRIOS? Os faça no quadro abaixo. Caso queira responder a um comentário já realizado, clique no link "Responder" do respectivo comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s