Resistir e lutar é Fundamental (PLR)

http://petroleirosbaserj.wordpress.com/2014/03/26/resistir-e-lutar-e-fundamental/

Negociações estruturadas para derrotar a Categoria

Entendo o sentimento de que já não há espaço para se opor ao rolo compressor da FUP/RH, bem como o argumento, de parte dos colegas, de que a proposta da FUP/RH, no momento, oferece um valor maior do que as falsas negociações que tivemos até então, mas, também, por isso, podemos inferir que esta proposta também é rebaixada, bem como demonstrou esta matéria, nossa PLR já era muito rebaixada frente aos Resultados e Lucros criados pelos trabalhadores da Petrobras. Objetivamente, o percentual do Lucro líquido da proposta da FUP/RH é muito ruim, por exemplo: O BB, em 2012, pagou 12,4% do Lucro líquido e a COPEL em 2011 chegou a pagar o limite dos 25% dos dividendos recebidos pelos acionistas (No caso da Petrobras, para este ano de 2013, considerando os dividendos propostos de R$ 9,301 Bi, o valor a ser distribuído seria de R$ 2,33 Bi (57% maior que a proposta do regramento)). Além do que, o lucro da Petrobras é a ponta do Iceberg. A enorme base do Iceberg é composta de impostos, royalties, contribuições, participações, descontos, resultados físicos de produção, transformação dos investimentos em novas plantas etc (Lucros de 23 Bilhões + Impostos e Contribuições de 74 Bilhões + Participações Governamentais de 31 Bilhões + Descontos Brutos que superam 26 Bilhões ). Comparativamente, as contribuições da Petrobras ao país são 1200% maiores do que as contribuições da maior empresa privada do país a VALE . Imagine em relação às empresas citadas na matéria . A PLR da Petrobras teria que ser quantos 1000% superior às destas empresas?

Honrar o Trabalho

E não nos deixemos enganar, pois, num primeiro momento poderemos vir a ganhar mais ou até muito mais (se deixar de dar descontos o lucro já muda de patamar), mas, com o decorrer do tempo, o crescimento do efetivo ou a artimanha de transformar lucro em resultado, fará nossa participação relativa minguar. Esta proposta visa diminuir, mais ainda, os ganhos dos trabalhadores em relação aos ganhos dos acionistas. Por isto, temos que lutar por participar com maior peso nos resultados e nos lucros, pois, senão, enquanto o bolo cresce, as demais forças se apropriam da criação dos trabalhadores e cada vez menos o trabalho será recompensado com o peso e dignidade que deve ter, enquanto, ao mesmo tempo, daremos margem à bandidagem corporativa tomar e se enriquecer às custas do trabalho coletivo.

Balança em favor dos trabalhadores e contra o processo divisionista da terceirização/precarização

Estrategicamente, um “desequilíbrio” remuneratório em favor dos trabalhadores, fará ser antieconômica a desenfreada precarização das condições de trabalho, a terceirização. Teríamos a reversão desse quadro desolador de precarização das relações de trabalho: o método de trabalho escravo do século 21. Ainda, quanto à alocação/divisão do montante, não podemos ficar com uma visão restrita, temos que ampliar esta alocação, isto é, propor estabelecer vinculações em reparação aos ataques aos trabalhadores, por exemplo, definir percentual em favor da PETROS tanto em reparação às perdas do Plano Petros 2 quanto do Plano Petros com fins às devidas reposições.

A luta dos Petroleiros não se dá de forma isolada: não lutamos só por nós mesmos e nem estamos sozinhos

Fazer estas diferenciações, em vinculação a um programa mais geral de resistência aos ataques contra os direitos dos trabalhadores, contribui para que cada trabalhador entenda que cada luta e ganho da classe ou cada perda, significa, direta ou indiretamente, um ganho ou perda para si, pois, a precarização de uns, abre espaço para comparações a partir de pisos mais baixos, o que é prejudicial a todos. Da mesma forma, que ganhos de uns, abrem espaços para comparações com pisos mais altos, o que possibilita melhores margens para reivindicações. Assim, aprovar propostas da FUP/RH que permanecem na direção de ataque aos direitos dos trabalhadores e não reconhecimento de seus esforços, bem como de lhe impingir responsabilidades de que não tem efetivo controle, se não é uma perda direta agora, contribui, já, para perdas gerais da classe, pois restringe o espaço de reivindicação de outras categorias e abre margem para responsabilização dos próprios trabalhadores pelas mazelas de um processo produtivo e de gestão, pensados e estruturados, pura e exclusivamente, a partir de “valores”, que, por fim, acabam por defender o lucro em detrimento e exploração do trabalhador.

Proposta da FUP/RH coloca a categoria contra toda a sociedade brasileira e os demais trabalhadores 

Pior, esta proposta da FUP/RH, coloca a categoria, mais organizada do país, estruturalmente, a passar a lutar por aumentos de preços nos combustíveis ou se omitir quando abusos neste sentido acontecerem, pois, de uma forma ou de outra, fatos assim muito contribuirão para uma maior participação nos lucros, tudo, contra os interesses de toda a sociedade e dos demais trabalhadores, pois a base de definição da PLR, permanece a ignorar os Resultados (7 vezes maiores que os lucros) e magnificar os lucros, a ponta do iceberg de toda a riqueza produzida pelos trabalhadores!!!! Queremos, estruturalmente, pela política de remuneração, especificamente de PLR, realimentar o mito do marajá, espoliador da sociedade?

Metas atingidas, mas sem Lucro -> PLR reduzida? Sim, mesmo que o trabalhador entregue tudo que lhe foi demandado, lhe punem, o prejudicam por decisões estruturais dos gestores da Petrobras. Pura contradição que revela o quanto a parcela de resultados criados está subestimada em seu peso e valor. Portanto, a PLR deveria ter uma base consistente e volumosa, vinculada aos resultados, e um topo variável com menor peso, vinculado aos lucros.

Em decorrência, depois de conhecer estes argumentos, e depois de saber que um ex-diretor da Petrobras foi preso por envolvimento em lavagem de dinheiro e que, só em sua casa, guardava mais de 1 Milhão de Reais, ainda acha que a proposta da FUP/RH honra a categoria?

A partir destes arqumentos, e dos anteriores, chamamos todos a encaminharem este debate aos seus colegas, bem como se fazerem presentes nas assembléias para votar a favor:

  1. Dos seguintes critérios que a nova proposta deverá considerar, como origem para a formação do montante a ser distribuído: a) percentual direto sobre as seguintes parcelas de resultados (representarão 85% da referência para a formação do montante a ser distribuído):
    • Impostos – 68 Bi;
    • Contribuições – 6 Bi;
    • Participações – 16 Bi;
    • Royalties – 15 Bi; e
    • Descontos – 26 a 31,5 Bi.

b) percentual direto sobre a parcela de lucros (representarão 15% da referência para a formação do montante a ser distribuído):

  • Lucros – 23 Bi.

–>Lucros de 23 Bilhões + Impostos e Contribuições de 74 Bilhões (pag. 27 RMF 4T13) + Participações Governamentais de 31 Bilhões + Descontos Brutos (pag. 22 RMF 4T13) que superam 26 Bilhões *

*(podem chegar a casa dos 31,5 Bilhões se compararmos o desempenho operacional e os resultados do ABAST no 1º Tri/2009 (anualizado, chega a 4,639 Bilhões) quando não se expressava toda a política de descontos e importação).

  1. E votar contra a proposta da FUP/RH, considerando que isto significa: 
  • Votar contra vincularem a PLR somente a uma parcela ínfima, a ponta do iceberg, o lucro, do total de parcelas as quais os trabalhadores se esforçam a construir em favor do País;
  • Votar contra a falsa imagem de marajá!!!
  • Votar contra a falsidade do estereótipo de empregado público vagabundo!!!
  • Votar contra o divisionismo e a escravidão do século XXI: a precarização, a terceirização.
  • Votar contra propostas armadas para derrotar os petroleiros!!!!
  • Votar contra a pelegagem!!!
  • Votar a favor que vinculem maiores parcelas da PLR a percentuais diretos dos Impostos, Contribuições, Participações, Royalties e Descontos que os trabalhadores, em todas as horas, se esforçam para que se realizem!!!!
  • Votar a favor que concorda com o pagamento retroativo e indenizatório dos resultados, o R de PLR, que não foram honrados nos últimos 12 anos de negociação e Acordo de PLR na Petrobras!!!!
  • Votar a favor que concorda com uma PLR justa e muito melhor para todos!!!
  • Votar a favor da destinação de percentual do novo montante da PLR para os fundos Petros e Petros 2 para repor perdas da abdicação de direitos da repactuação e honrar benefícios, presentes e futuros, no patamar dos 90% da média da remuneração do trabalhador em seus últimos 5 anos de tempo de serviço;
  • Votar a favor da reorganização da classe trabalhadora !!! Da unidade pela base, por sindicatos e federações independentes dos governos e de luta!!!
  • Votar a favor de uma balança remuneratória, pendente em favor dos trabalhadores, com uma PLR de peso, a fim de tornar a terceirização, antieconômica, e promover uma efetiva política de primeirização na Petrobras!!!! Contra a privatização da Petrobras por dentro!!!!
  • Votar a favor de se por a caminho da equiparação remuneratória dos petroleiros, aos salários do BNDES, pelo artifício da PLR, bem como da isonomia com os garçons: 10% das vendas para os trabalhadores Já!!!!
  • Votar a favor dos descontos nos combustíveis; do aumento dos investimentos; da estatização das reservas leiloadas (contra a privatização do Pré-sal); da redução dos impostos para os trabalhadores e aumento para os ricaços (justiça tributária); do aumento da PLR e dos salários com muito maior peso;
  • Votar a favor da indenização aos trabalhadores Pleno e Seniores que foram excluídos do PAC dos novos!!!!
  • Votar a favor de novas assembleias em todos os sindicatos que já assinaram, a fim de anularem as votações anteriores, invalidarem as assinaturas sindicais do regramento, que se deram até então, e aderirem a uma justa negociação para a construção de uma verdadeira nova proposta.
Anúncios
Galeria | Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Resistir e lutar é Fundamental (PLR)

  1. Pingback: O resultado da Eleição no Sindipetro-RJ – Vitória da Chapa 1 – Independência, Unidade e Luta! | Blog do Petroleiro 2020

COMENTÁRIOS? Os faça no quadro abaixo. Caso queira responder a um comentário já realizado, clique no link "Responder" do respectivo comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s